Microfranquia

O setor de franquias no Brasil é caracterizado por marcas consolidadas, nacionais ou estrangeiras, e considerado como um segmento pujante e virtuoso.

Nesse mercado, mais da metade das redes de franquias em operação no Brasil requerem um investimento inicial do franqueado acima de R$100.000,00, sendo que poucas redes ofertam oportunidades em franquias abaixo de R$ 50.000,00. Os altos custos de investimento limitam a entrada de novos empreendedores e empresas e, conseqüentemente, o crescimento do próprio setor de franquias.

Por outro lado, existem milhares de brasileiros residentes no exterior (a exemplo dos brasileiros no Japão) que intencionam iniciar seu negócio próprio, em condições de empreender investimentos menores. Existe, portanto, um segmento no mercado de franquias com grande potencial de crescimento, tanto entre as redes já existentes no País com entre as micro e pequenas empresas interessadas na expansão de seu negócio.

O projeto Microfranquias, uma iniciativa do Instituto Tomodati de Cooperação do Brasil com o apoio do BID – Banco Interamericano de Desenvolvimento e do FUMIN – Fundo Multilateral de Investimentos. A proposta é promover a expansão sustentável das micro e pequenas empresas no Brasil através do desenvolvimento e implantação de uma metodologia de microfranquias.

No contexto do projeto, microfranquias caracterizam-se por empreendimentos constituídos com elementos básicos do setor de franquias, porém, com modalidades de franquias não tradicionais e que requerem do franqueado um investimento inicial inferior a R$ 80.000,00.

E sendo um dos parceiros do Instituto Tomodati na divulgação e replicação dessa metodologia das microfranquias em todo o Brasil e também no exterior.

Nossa consultoria principal é na análise de franqueabilidade do negócio.